Artistas

Fotografía de Abe Rábade
Fotografía de Abe Rábade
Fotografía de Abe Rábade
Fotografía de Abe Rábade

Carlos Núñez + Convidados

  • Catedral de Tui
  • domingo, 11 outubro 2020
  • PT 20:00h
  • Gratuito

Pancho Álvarez, Daniel Pereira, Ensembled Med

Cantigas sacras galego-portuguesas

Na Galiza sempre existiu um diálogo musical entre o popular e o culto, o profano e o divino, o oral e o escrito… e Carlos Núñez conta com várias décadas de exploração destes repertórios desde diferentes perspectivas: das Cantigas de Martin Codax cantadas por grandes nomes da música brasileira, à Orquesta del Pórtico de la Gloria com a colaboração de grandes nomes da música antiga e tradicional. Nesta ocasião, Carlos Núñes apresentará um programa de Música Sacra, que incluirá obras do Códice Calixtino, Cantigas de Santa María de Alfonso X El Sabio, ou Villancicos das Catedrais galegas. Por se tratar de um festival de teclado, Carlos Núñez quis convidar dois artistas residentes em Tui daquela zona: o seu parceiro de décadas Pancho Álvarez, que entre tantos outros instrumentos toca a sanfona, e o pianista Daniel Pereira, que tocará órgão. Além disso, por ser um festival transfronteiriço, contará com um trio português, Ensemble Med, que, entre outros, conta com um instrumento de teclado invulgar, a moraharpa nórdica, um híbrido da sanfona e da viela.

BIO

CARLOS NÚÑEZ

Carlos Núñez é considerado um dos melhores gaiteiros do mundo e uma figura destacada na área de Música Celta/ World Music. Ainda adolescente foi descoberto pela lendária banda irlandesa The Chieftains, da qual se tornou membro honorário e com a qual gravou o CD vencedor de um Grammy “Santiago”. Com a SONY MUSIC (anteriormente BMG Classics/ RCA Victor), gravou 10 álbuns, vendendo 1 milhão de CDs desde sua estreia em 1996. Acumula vários CDs e DVDs de Platina e Ouro. Colaborou com Montserrat Caballé, Jordi Savall, The Chieftains, Ry Cooder, Jackson Browne, Luz Casal, etc. Carlos Núñez tem uma sólida formação clássica em flauta de bisel e toca regularmente com as principais orquestras de todo o mundo. Já actuou em palcos como Carnegie Hall (Nova Iorque), Boston Symphony Hall, Musikverein (Viena), Royal Albert Hall (Londres), Teatro Colón (Buenos Aires), entre outros. É autor de dois livros, “La hermandad de los celtas” [“A irmandade dos celtas”] (Espasa, 2018, 4ª edição) e “De gaiteiro a gaiteiro” (Consello da Cultura Galega, 2020).

PANCHO ÁLVAREZ

Pancho Álvarez é uma das figuras mais reconhecidas da cena musical galega há 30 anos. Gravou vários discos a solo dedicados à tradição dos violinistas cegos da Galiza, de que é o maior especialista da actualidade. Também toca sanfona, a viola caipira brasileira que introduz na música celta e diversos instrumentos históricos, como vielas e harpas medievais, aos quais aplica antigas técnicas de preservação passadas pela tradição oral. Toca desde há muitos anos com Carlos Núñez, inclusive anteriormente a este último ter formado o seu próprio grupo.

DANIEL PEREIRA

O pianista Daniel Pereira é Doutor em Artes Musicais pela Universidade de Maryland, Mestre em Música pela Universidade de Hartford e um conta com um Diploma de Artista atribuído pela Universidade Estatal de Nova Iorque em Purchase. Já tocou em França, Itália, Bélgica, Suíça, República Checa, Brasil, Estados Unidos, Espanha e Portugal. Fez uma extensa pesquisa sobre pianistas e escolas de piano no único Arquivo Internacional de Piano em Maryland (IPAM). Daniel Pereira publicou o livro “We Can’t Always Play Waltzes” para Carl Fischer Music New York e em 2020 lançou o duplo álbum “90” com todos os prelúdios de Alexander Scriabin na editora Odradek.

ENSEMBLE MED

O Ensemble Med [med: mediterrâneo / medieval], nasceu em abril de 2012 no Departamento de Música Antiga da Hogeschool voor de Kunsten Utrecht. Dedica-se ao património musical de raízes medievais, tanto na música escrita como na tradição oral, tendo actuado nos países baixos, Portugal e Geórgia com diferentes formações. Destaca-se o projecto “Interculturas de diálogo no Mediterrâneo medieval”, co-financiado pelo Programa de Apoio às Artes da Direcção-Geral das Artes, com uma digressão em Portugal que incluiu salas como a Casa da Música no Porto. Desde 2019, organiza um encontro anual de artistas da Barcia do Mediterrâneo no Município de Idanha-a-Nova.

Usamos cookies propias y de terceros con el fin de ofrecerte una experiencia de mejor calidad. Por favor, revisa nuestra política de cookies y acepta su uso para disfrutar de una experiencia completa. Más información

Los ajustes de cookies de esta web están configurados para "permitir cookies" y así ofrecerte la mejor experiencia de navegación posible. Si sigues utilizando esta web sin cambiar tus ajustes de cookies o haces clic en "Aceptar" estarás dando tu consentimiento a esto.

Cerrar